top of page

Como a Kato Seiko trilhou seu caminho por meio da engenharia reversa com o Geomagic Design X


Kato Seiko, sediada em Nagoya, Japão, é um grupo de profissionais em trabalhos com metais, com foco em matrizes de prensagem. Os principais produtos da empresa são ferramentas e matrizes de freio prensa automotivas, mas ela também é renomada por sua tecnologia de processamento versátil, abrangendo desde aço até resina, que pode ser usinada ou torneada em um torno. Nos últimos anos, a empresa voltou sua atenção para a engenharia reversa, utilizando um scanner 3D e o Geomagic Design X, tornando essa prática o seu novo negócio principal.


Por que a Kato Seiko abraçou a engenharia reversa e como o processo funciona? Perguntamos a Fumiya Ishiguro, responsável por essas atividades na Kato Seiko.


"Um fabricante de peças automotivas que precisa de uma peça com uma ranhura em um ângulo específico criará dados 3D de tal forma na etapa de design. No entanto, como as amostras feitas dessa maneira são manualmente desbastadas para atender à necessidade de um raio menor, o produto acabado terá uma forma livre que não pode ser quantificada. Como resultado, quando a mesma peça for necessária posteriormente, não teremos escolha a não ser medir precisamente e quantificar a própria peça e fazer uma nova com a mesma forma", explica Fumiya.




Em resposta a esse desafio, a Kato Seiko começou a explorar a engenharia reversa há quase 15 anos. No entanto, resultados de qualidade da noite para o dia não aconteceram da noite para o dia.


"Começamos com usinagem de perfil", explica Fumiya. "Quando entrei na empresa, adquirimos um scanner 3D e começamos uma abordagem diferente. Nos primeiros anos, o processo foi difícil devido à baixa precisão. Os dados de malha que obtínhamos do scanner 3D não eram precisos o suficiente, e as superfícies das peças usinadas apresentavam padrões manchados, então tínhamos que polir as superfícies de cada parte manualmente."


O polimento manual era o maior gargalo no processo de engenharia reversa da empresa, e Fumiya concentrou-se em melhorar a precisão e eliminar essa tarefa. Após muita pesquisa, ele descobriu o Geomagic Design X. Ele recebeu uma demonstração do software, mas não ficou imediatamente convencido de que os resultados eram precisos o suficiente. No entanto, ele manteve um olhar atento sobre este produto e, 10 anos depois, o Design X tornou-se parte do fluxo de trabalho de engenharia reversa da Kato Seko.


O Design X e as habilidades da Kato Seiko atendem aos mais altos requisitos de precisão no Japão


"O Design X em si é muito aprimorado, e a resposta do representante da Oqton é completamente diferente. Eu não sabia como descrever o que queria fazer, mas eles entenderam imediatamente e sugeriram uma solução. Isso foi muito importante. Mesmo que um software tenha a funcionalidade que você precisa, mas você não saiba que ela existe, é tão bom quanto nada", diz Fumiya.


O Design X permite que Fumiya edite rapidamente os dados de malha de escaneamento 3D, o que é um enorme impulso de eficiência para fluxos de trabalho de engenharia reversa. Além de uma melhor precisão nos dados, o "polimento" que atormentava Fumiya por muitos anos não é mais necessário. As operações de usinagem e de máquinas-ferramenta tornaram-se ainda mais eficientes, e a usinagem em geral é drasticamente mais rápida.




A região de Tokai, onde a Kato Seiko está localizada, abriga muitas empresas de processamento de metais que atendem às principais montadoras de automóveis. A competição é acirrada, e os clientes têm as demandas mais altas no Japão. "Uma margem de erro de um milímetro era aceitável no passado, mas gradualmente as tolerâncias passaram a ser de três décimos, depois de um décimo de milímetro, e agora estamos competindo com uma margem de 5/100", acrescenta Fumiya. "Este é o nível de precisão que os principais fabricantes podem alcançar com suas máquinas de ponta. Nossas máquinas não se comparam a elas... Temos que continuar a aprimorar nossas habilidades para não perder."


Com sua experiência e know-how único, Fumiya agora pode oferecer uma precisão consistente. Com a eficiência adicionada do Design X, ele desenvolveu um processo de engenharia reversa que atende aos requisitos de precisão mais exigentes no Japão.


Os negócios na Kato Seiko também estão crescendo com novos pedidos para produtos relacionados à medição de engenharia reversa em 3D. "Ganhamos a confiança de nossos clientes, o trabalho começou a fluir. Se a produção de automóveis se recuperar, poderemos expandir ainda mais. Realmente começa a partir daqui", entusiasma-se Fumiya.





contato@voxelmanufatura.com.br

1 visualização0 comentário
bottom of page